Nino Schurter e Lars Forster voltam a liderança após o Stage 5


Nino Schurter e Lars Forster, da MTB-Racing Scott-SRAM, recuperaram de novo a Yellow Leaders Jersey, a do Cape Epic, conquistando o segundo lugar atrás dos atletas locais, o PYGA Euro Steel, na Queen Stage de hoje, que terminou na centenária Universidade de Stellenbosch.

Essas duas equipas fugiram cedo do pelotão e conseguiram uma vantagem de seis minutos para os líderes, Manuel Fumic e Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing), que terminaram em quarto na etapa, atrás de Damiano Ferraro e Samuele Porro (Trek Selle San Marco).

Schurter e Forster agora levam uma vantagem de 5:13 sobre Cannondale para os últimos dois dias de corrida, no fim de semana.

A etapa foi cheia de emoção até ao fim e não faltou ação e drama. Na corrida masculina começou desde o tiro de partida em Oak Valley Estate, quando Henrique Avancini, da Cannondale Factory Racing, saiu isolado. Os suspeitos do costume foram com ele, incluindo KROSS-SPUR (que venceu mais um Dimension Data Hotspot).

No primeiro ponto de água na Represa Eikenhof (aos 24 km de corrida), a KROSS-SPUR rebentou e a Scott-SRAM MTB-Racing e a Pyga Euro Steel seguiram na frente e controlaram a corrida.

“O plano era endurecer a etapa desde o inicio e colocar pressão sobre a Cannondale”, disse Nino Schurter a explicar como saíram cedo e logo no inicio Lars Forster furou. “Perdemos algum tempo, mas gerimos bem e depois tivemos a situação perfeita na frente com o Pyga.”

“Eles estão correndo em busca do (Absa Africano) Red Jersey (camisa vermelha) e nós estamos em busca da amarela”, disse.

“Foi bom passar o dia com eles”, Phil Buys concordou. “O plano era estar na frente, mas estar lá em cima com o campeão do mundo e o campeão da europa foi ótimo.”

Também diminuindo um pouco a gravidade da ocasião, a Trek Selle San Marcowho ficou em terceiro na etapa, solidificando ainda mais o seu lugar no pódio da classificação geral. “Tivemos que parar na zona de tecnologia e mudar de selim”, disse Samuele Porro, explicando como eles se sentiram fortes no King’s Climb recuperando aí o tempo perdido.

Cannondale Factory Racing teve um dia difícil, apesar das primeiras acelerações de Avancini, a dupla mais popular enfrentou algumas contrariedades e optou por uma estratégia de defesa para limitar suas perdas.

Fumic teve que se empenhar a fundo. Acabariam por terminar em quarto lugar no complexo desportivo de Coetzenberg, na Universidade de Stellenbosch.

O seu acidente foi indicativo de um dia cheio e de muita fadiga acumulada. A Cannondale Factory Racing resistiu para lutar outro dia, no entanto, não tão felizes foram a Centurion Vaude. Jochen Kaess teve um acidente no final da etapa que o impediu de continuar.

Avancini e Fumic no Stage 5

#guidãodeouro #guidao #ouro #GUIDAODEOURO2019

REVISTA BIKE ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram