Triatletas Specialized rumo à Tóquio 2020


Conheça o esquadrão da Specialized Racing para o triathlon nesta temporada

As competições estão no DNA da marca Specialized, em que as necessidades dos atletas inspiram o desenvolvimento dos produtos e equipamentos. É assim desde 1974 quando o ciclista Mike Sinyard começou a empresa no norte da Califórnia. No Brasil, o time é formado por uma constelação de ciclistas dedicados à modalidades e experiências distintas.

Os triatletas Reinaldo Colucci, Pâmella Oliveira e Vittoria Lopes, passam a vestir a camisa da Specialized Racing BR, mesma nomeclatura do time de MTB formado por Letícia Candido, Gustavo Xavier e Alex Malacarne, fortalecendo o conceito da equipe de união, integração e intercâmbio entre atletas.

“A Specialized foi amor à primeira vista. Eu sempre via os atletas da marca e sonhava em fazer parte da equipe. E mesmo antes de entrar no time comprei uma Venge, pois sempre gostei muito da qualidade dos equipamentos. É um sonho realizado fazer parte da família Specialized”, comenta a triatleta Vittoria Lopes que pedala uma Specialized Venge Pro 2020 e já está classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

"Sem dúvida, minha maior expectativa são os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Até lá terei provas importantes de preparação e para conhecer as adversárias. Meu outro grande objetivo pela seleção brasileira de triathlon é classificar o país na prova de revezamento misto. Caso isso se concretize, seria muito gratificante competir duas vezes nos Jogos", acrescenta a jovem cearense de 23 anos.

Do outro lado do mundo

einaldo Colucci tem objetivos ambiciosos para 2020, buscando sua vaga rumo à Tóquio para disputar sua terceira Olimpíada. Ele esteve em Pequim (2008) e Londres (2012), mas ficou de fora do Rio 2016 por causa de uma lesão e já não perde tempo em sua escalada no ranking internacional ITU e olímpico. O triatleta do time Specialized é grande, não apenas do alto dos seus 1,90m de estatura, mas por tudo que vem realizando pelo triathlon brasileiro.

"Meu plano A é conquistar a vaga dos Jogos Olímpicos", afirma Colucci, que espera espera assegurar a classificação que encerra-se no mês de maio. "No segundo semestre já vou migrar para as provas de longa distância de Ironman 70.3, como o evento de São Paulo, e se os treinos encaixarem quero fazer um Ironman (full) no final da temporada", revela Colucci que tem mais de 20 anos dedicados ao triathlon.

“Já são mais 15 anos competindo somente na categoria elite, minha principal motivação de triathlon é conquistar o que ainda não tenho na carreira, como uma vitória no Ironman nos próximos anos. Quero o título no Ironman Brasil em Florianópolis, prova que já fui duas vezes Segundo colocado. E claro que contar com o apoio da Specialized nesta jornada é fundamental, já que é uma marca que é sinônimo de excelência. Tenho muito orgulho de pedalar com as bikes Specialized, que possui um time formado com os melhores atletas do mundo", completa.

Estreia em Kona

Já a triatleta Pâmella Oliveira, que após duas participações olímpicas (Londres 2012 e Rio 2016) migrou para as provas longas, a temporada 2020 será repleta de novos desafios."Meu maior objetivo é a classificação para o Mundial em Kona, mesmo tendo feito apenas um Ironman (full) na carreira" garante Pâmella que fez sua estreia o título de vice-campeã do Ironman Brasil, em Florianópolis (SC), ano passado. "Tenho certeza que a Shiv, desenvolvida para Kona, vai ser primordial para conquistar um bom resultado. Com isso o que me deixa motivada para o dia a dia são as competições, principalmente, as boas sensações. Quero sempre chegar numa prova muito bem preparada para conseguir desempenhar meu melhor", completa Pâmella.

#guidãodeouro #guidao #ouro #GUIDAODEOURO2019

REVISTA BIKE ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram