5 razões para conhecer o Alentejo de bicicleta


Região portuguesa tem belas paisagens e ótima infraestrutura para receber ciclistas



Além de ser a maior região de Portugal, o Alentejo é também uma das mais bonitas do país. Sua extensão territorial, que vai desde a fronteira com a Espanha até a costa atlântica, apresenta uma variedade de ambientes e paisagens que vão desde a área mais montanhosa da Serra de São Mamede, até praias desertas do sudoeste alentejano, passando por planícies, colinas ondulantes e vinhas a perder de vista.

Neste momento em que o mundo começa a pensar em turismo novamente, as viagens para destinos com população reduzida e natureza abundante, em que os viajantes podem estar ao ar livre, o Alentejo desponta como uma opção ideal.

Uma das maneiras mais interessantes de conhecer a região é sobre duas rodas: há inúmeras possibilidades para os ciclistas e cicloturistas no Alentejo, que é extremamente acessível para pedalar. Confira cinco razões para conhecer este destino em uma bike!

MARVÃO - foto Vitor Carvalho

1. Conta com uma rede de estradas secundárias quase sem carros Grande parte das estradas nacionais, regionais e municipais do Alentejo são mantidas com dedicação e contam com pouco tráfego, o que as torna ideais para pedalar com tranquilidade e sempre em segurança. Por lá, é normal percorrer grandes distâncias em estradas secundárias sem encontrar nenhum carro. Esta tranquilidade é perfeita também para apreciar a paisagem, os sons e os aromas característicos das áreas rurais, agrícolas e florestais, de uma forma mais intensa e profunda. Você irá se deslumbrar a cada metro pedalado nestas excelentes estradas, rodeadas de incrível beleza.

SINES


2. Pode ser explorada por ciclistas em qualquer nível de experiência As planícies sem fim e colinas ondulantes são ótimas para todos os tipos de ciclistas, sejam eles iniciantes ou experientes, uma vez que a topografia do terreno é suave, quase sem variações. Para um iniciante pedalar na região norte do Alentejo, que é mais montanhosa, basta começar a visita pela bonita e fortificada cidade de Marvão, situada no coração do Parque Natural da Serra de São Mamede. De lá, é possível pedalar todo o Alentejo de norte a sul ou em direção ao litoral sem nunca precisar enfrentar subidas muito longas ou íngremes. Isso não significa que ciclistas experientes irão ficar entediados: há desafios para quem procura por eles! Uma opção é fazer o percurso contrário, subindo a Serra de São Mamede ou, mais ao sul, a Serra de Ossa.

foto Turismo do Alentejo

3. Há empresas especialistas em roteiros de bicicleta Se você nunca viajou de bicicleta ou está inseguro, fique tranquilo: o Alentejo conta com empresas especialistas neste tipo de viagem. A Live Love Ride, por exemplo, organiza viagens de ciclistas em grupo com direito a guia, em um roteiro especial, passando por atrações inesquecíveis da região e com um veículo de apoio, responsável por levar a bagagem dos viajantes e preparado para auxiliar em caso de necessidade. Além disso, eles também fornecem todo o equipamento necessário.

4. É uma região extremamente segura Portugal está entre os países mais seguros do mundo, e o Alentejo é uma das regiões mais seguras de Portugal. O destino conta com uma baixa densidade populacional e uma taxa de criminalidade ainda mais baixa. As próprias estradas são seguras aos ciclistas, mesmo se não houver ciclovias ou ciclofaixas. Isso porque há pouco tráfego de carros e os motoristas tratam os ciclistas com respeito. Para manter-se em segurança, o ideal é evitar estradas como Itinerários Principais (IP), que conectam as maiores cidades, que contam com mais automóveis circulando e apresentam uma velocidade permitida mais alta. As estradas secundárias são ótimos caminhos alterativos e contam com excelente asfalto. Para completar, em hotéis e restaurantes alentejanos, os turistas encontram as melhores práticas de higiene, planejadas e postas em prática em conjunto com a autoridade de saúde de Portugal, que permitem uma estadia segura.

ELVAS

5. A tranquilidade reina no Alentejo A região alentejana representa um ideal de paz e tranquilidade. Sua paisagem de horizonte largo e colinas ondulantes dá calma e coloca o turismo em um ritmo sereno. Essa tranquilidade provoca também uma calmaria interior de forma natural, mesmo para quem mora em grandes metrópoles. O corpo relaxa e integra-se ao ambiente que o rodeia. Esta desaceleração permite desfrutar verdadeiramente o tempo passado na região, saborear a comida e o vinho e apreciar as belas estradas.

VILAS PITORESCAS

Sobre o Alentejo Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos. Detentor de cinco títulos da UNESCO e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros.

A promoção turística internacional do Alentejo é co-financiada pelo Alentejo 2020, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Para mais informações, visite www.turismodoalentejo.com.br. Jessica Ferreira AFT Comunicação Integrada


REVISTA BIKE ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram