top of page

COMO ECONOMIZAR WATTS


Existe uma força oculta no ciclismo que afeta sua velocidade e a eficiência na bicicleta: o atrito. Na busca pelo alto rendimento, vale a pena ficar ligado em cada detalhe da bike, especialmente em tudo que se movimenta, como rodas, cubos, pneus, pedivela, movimento central e até mesmo as peças pequenas e quase invisíveis, como os rolamentos. Tudo é afetado pelo atrito.


Reduzir o atrito não é nenhuma novidade no ciclismo. Muitas pesquisas comprovam, por exemplo, as vantagens do uso de rolamentos de cerâmica na redução do atrito, o que significa ir mais rápido e economizar energia, e também uma vida útil incomparável. Mas nem sempre foi assim.


A história começou em 1998, com o dinamarquês Jacob Csizmadia, que seis anos mais tarde viria a fundar a CeramicSpeed. Na época, Jacob quebrou o recorde mundial de patinação no gelo de 24 horas usando patins equipados com rolamentos de esferas de cerâmica. Dois anos depois, ele introduziu os rolamentos de cerâmica no ciclismo profissional e uma mentalidade vencedora impulsionada por um instinto de inovação que continua até hoje.


Em 2001, Jacob fez a temporada de ciclismo na Equipe CSC, onde rolamentos de cerâmica foram usados no Tour de France pela primeira vez. Na época, o patinador e ciclista também trabalhava na SKF, empresa sueca especializada em rolamentos. Após o sucesso, a CeramicSpeed foi fundada em 2004 e passou a produzir rolamentos híbridos em Holstebro (Dinamarca), para aplicações esportivas – ciclismo e esportes a motor – e fins industriais, áreas de atuação em que a empresa está presente atualmente, em mais de 50 países.


Quer ver está matéria completa e muitas outras, faça a assinatura ou compre o exemplar avulso, apenas R$ 16,00. Somente na versão digital.




Commenti


capa_bike_281.png
capa_guia_bike_2024.png
capa_dirt_344.png
WhatsApp Image 2024-03-26 at 19.51.05.jpeg
bottom of page