Mudanças no percurso prometem grandes desafios aos atletas da Santander Brasil Ride Bahia



Acampamento com as montanhas ao fundo. foto: Fabio Piva / Brasil Ride


Etapas 3 e 4 da ultramaratona passam por alterações significativas, que vão deixar ainda mais intensos os trajetos dos dias de prova na região de Guaratinga (BA)

Novembro, 2021 - Os ciclistas que vão participar da Santander Brasil Ride Bahia, a principal prova por estágios premium do mundo, vão encontrar novidades na 11ª edição que prometem dar o que falar. As principais alterações acontecem nas etapas 3 e 4, com as subidas mais duras da competição no extremo sul baiano. A prova tem início no próximo domingo (7) e segue até o sábado (13), com Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, e Guaratinga, como cidades-sedes do evento.


Enquanto o tradicional prólogo não tem muitas alterações, apenas com mais trechos de trilha e menos de estrada, a etapa 2 - que liga Arraial a Guaratinga - terá um percurso mais curto, porém sem grandes novidades. Os dias 3 e 4 do evento prometem as principais aventuras aos atletas. Antes na etapa 4, a temida subida das "Sete Voltas" será a cereja do bolo na etapa 3. No dia seguinte, na Etapa Rainha, os atletas serão testados ao extremo, com uma serra de forte inclinação, por aproximadamente 8 km e 600 m de desnível, sendo essa a subida mais difícil dos sete dias.