top of page

Quem serão os campeões no XCO e XCC, em Congonhas, na Super Elite?




Oito atletas entre os homens e quatro entre as mulheres podem sair da etapa final, entre os dias 23 e 25 de setembro, com o título da temporada na Super Elite. App CIMTB disponibilizará em tempo real como está a classificação, a cada volta completada


A Copa Internacional Michelin de Mountain Bike chega à sua decisão, entre os dias 23 a 25 de setembro, em Congonhas (MG), com a promessa de fortes emoções em todas as suas categorias competitivas. Nas Super Elites Masculina e Feminina, são 12 os atletas com chances de serem campeões da temporada no Parque Ecológico da Cachoeira, oito entre os homens e quatro entre as mulheres. Em todas as categorias, será possível acompanhar em tempo real a pontuação da temporada, pelo App CIMTB (disponível para iOS e Android) ou pelo site https://seuesporte.app/.


Entre os homens, o atual campeão da CIMTB Michelin, José Gabriel Marques, é o líder após as três etapas realizadas - Petrópolis (RJ), Araxá (MG) e Taubaté (SP) - com uma vantagem de 26 pontos para o seu principal concorrente, Guilherme Muller. Enquanto José Gabriel tem 160 pontos somados, Guilherme soma 134. Em terceiro lugar está Ulan Galinski, com 122 pontos, ou seja, ele está a 38 do atual líder, porém também com chances consideráveis de conseguir o bicampeonato (Ulan foi o vencedor da temporada de 2020).



José Gabriel durante etapa de Taubaté (Crédito: Jonathas Abrantes/Ultrafotos)


"Estou bem ansioso para essa prova de Congonhas, até porque sou o líder e atual campeão da CIMTB Michelin. Assim, tentarei me manter na primeira colocação, para conquistar o bicampeonato, algo que seria fantástico em minha carreira como atleta de elite. Já obtive também o título da temporada em outras categorias", comenta José Gabriel. "Além do troféu em disputa, a prova vale importantes pontos para os rankings olímpico e mundial, então é de extrema importância fazer uma ótima prova em Congonhas, local que tenho ótimas experiências, como a vitória lá em 2021, no XCO", completa o líder da super elite masculina.


Luiz Cocuzzi (93), Henrique Avancini (85), Nicolas Machado (81), Gustavo Xavier (79) e Thomas Litscher (76), da Suíça, todos têm condições matemáticas de título (porém menores), uma vez que a etapa de Congonhas ofertará mais 85 pontos no ranking da temporada, 35 no XCC e 50 no XCO. Ou seja, até mesmo o ciclista suíço, que foi o primeiro a vestir a camiseta amarela este ano na Super Elite Masculina, ao vencer a primeira corrida de 2022 - o Short Track (XCC) em Petrópolis - teria condições (embora pouquíssimas) de ultrapassar José Gabriel, ao fazer 161 pontos.




Disputa feminina

Na Super Elite Feminina, a atual líder é a ciclista Raiza Goulão, que soma 184 pontos, após ter vencido as últimas quatro provas realizadas, XCC e XCO nas últimas duas etapas (Araxá e Taubaté). Se entre os homens José Gabriel tem certa folga na liderança, podendo até administrar melhor, entre as mulheres sua companheira de equipe, Raiza, tem pouca margem para erros. São 12 pontos de diferença para a vice-líder, Isabella Lacerda (172). Hercília Najara, com 147, e Letícia Cândido, com 101, correm por fora, com chances menores de título.


Super Elite Feminina alinhada em Taubaté (Crédito: Marcelo Martins/Fotop) Para Raiza ser campeã, basta conseguir dois segundos lugares, independente de quem seja a vencedora das corridas (XCC e XCO). Já para Isabella, se quiser conquistar o pentacampeonato da CIMTB Michelin, uma das várias combinações possíveis seria vencer as duas provas e torcer para Raiza não ser a segunda em uma delas, ou no XCC ou no XCO, que aí não haveria forma de ser alcançada pela atual líder. "É engraçado que vou completar 12 anos de carreira profissional e foi só em 2022, após a prova de Araxá, que eu consegui a camiseta de líder da CIMTB Michelin na Super Elite Feminina, em um evento que eu sempre participei", relembra Raiza. "O final de temporada está exigindo concentração e frieza maior, porque será uma sequência grande de provas. Congonhas é uma prova estratégica nessa reta final de ano, em que quero dar o meu melhor, para lutar pelo meu objetivo de ser campeã pela primeira vez da CIMTB. Seria incrível conquistar esse título, que seria motivo de honra para mim, caso eu consiga conquistá-lo, levando o troféu para minha casa, em Pirenópolis, e para minha equipe", finaliza. Competição aberta também no XCC Além do título geral da temporada, em Congonhas também estará em jogo o título do Short Track para as Super Elites Masculina e Feminina. Com mais 35 pontos ofertados para os vencedores da corrida realizada em pista reduzida, muitas são as possibilidades de título. Entre os homens, José Gabriel também lidera, com 65 pontos. No entanto, a disputa promete muito equilíbrio, também com 8 postulantes ao título: Ulan (52), Cocuzzi (48), Guilherme (48), Nicolas (44), Avancini (35), Thomas (35) e Xavier (34). Já entre as mulheres, a disputa pelo título do XCC está entre apenas três atletas: Isabella (76), Raiza (70) e Hercília (61). Acompanhe em tempo real disputas e classificações A emoção vai ser ainda maior na etapa de Congonhas da CIMTB Michelin. Enquanto os atletas estarão na pista dando seu melhor para conquistar seus objetivos, será possível acompanhar em tempo real a pontuação de cada categoria, pelo App CIMTB (disponível para iOS e Android) ou pelo site https://seuesporte.app/. Após cada volta completada, haverá atualização de como está a classificação da temporada. “Será bacana demais, podermos acompanhar on-line, em tempo real a cada volta, como está a pontuação do campeonato da temporada em praticamente todas as categorias. Ganham os fãs, que poderão ficar na torcida pelos seus atletas favoritos volta a volta", enaltece Rogério Bernardes, organizador da CIMTB Michelin. Sobre a CBMM Líder mundial na produção e comercialização de produtos de Nióbio, a CBMM possui mais de 400 clientes, em 50 países. A companhia fornece produtos e tecnologia de ponta aos setores de infraestrutura, mobilidade, aeroespacial, saúde e energia. Fundada em 1955, em Araxá, Minas Gerais, a CBMM apoia iniciativas que visam o desenvolvimento socioeconômico, cultural e esportivo nos locais onde atua, buscando beneficiar essas comunidades e auxiliar na formação das próximas gerações. Para mais informações, visite: cbmm.com/pt/media-center. Sobre a Michelin A Michelin, líder do segmento de pneus, se dedica ao desenvolvimento da mobilidade de seus clientes, de forma sustentável, criando e distribuindo os pneus, serviços e soluções mais adequados às suas necessidades; fornecendo serviços digitais, mapas e guias, para ajudá-los a tornar suas viagens experiências únicas; e desenvolvendo materiais de alta tecnologia, que atendem à indústria da mobilidade. Sediada em Clermont-Ferrand (França), a Michelin está presente em 170 países, emprega mais de 123.600 pessoas em todo o mundo e dispõe de 71 centros de produção implantados que fabricaram cerca de 170 milhões de pneus em 2020. (www.michelin.com.br). Sobre a Sense Bike A Sense Bike nasceu em 2009, como uma marca desenvolvida por ciclistas para ciclistas apaixonados, com o objetivo de oferecer bicicletas capazes de encantar pela experiência positiva ao pedalar. Ao longo dos anos, a fabricante marcou seu nome no Brasil, conquistando público, mercado e imprensa especializada. Em 2016, a Sense Bike desenvolveu seus primeiros modelos em fibra de carbono, através de uma parceria com a Swift Carbon: Impact Carbon, Invictus e Prologue. Além disso, a marca é uma das que mais investe no mercado de All-Mountain, Enduro e Elétricas, sendo a única marca nacional a oferecer uma bicicleta elétrica de trilhas de alto desempenho, com quadro em fibra de carbono. Por isso, a Sense Bike é uma das líderes de mercado e pioneira no setor, contando com uma estrutura completa de criação, importação, estoque, distribuição, marketing, pós-venda e comercial. História da CIMTB Michelin A organização da CIMTB Michelin realizou sua primeira prova em 1996. Desde então, vem inovando e contribuindo ativamente para o crescimento e fortalecimento do mountain bike e o mercado de bicicletas no Brasil. Contando pontos para o ranking mundial da União Ciclística Internacional (UCI) desde 2004, a CIMTB Michelin tem sido seletiva para os Jogos Olímpicos nos ciclos de Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016, Tóquio 2020 e Paris 2024. Em 2022, a CIMTB Michelin aumentou ainda mais sua relevância internacional, com a realização da etapa de abertura da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike 2022, em Petrópolis. Além disso, foi responsável pela construção da pista de mountain bike dos Jogos Olímpicos Rio 2016, considerada uma das melhores da história dos Jogos desde 1996, primeiro ano do MTB em Olimpíadas. Mais informações sobre a CIMTB Michelin: Site: https://www.cimtb.com.br Instagram: http://www.instagram.com/cimtb Facebook: http://www.facebook.com/cimtb/ Assessoria de Imprensa: Gustavo Coelho press@cimtb.com.br





capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
capa_dirt_332_mai23.png
bottom of page