top of page

Sertões MTB Pirenópolis terá time de feras na luta pela vitória



Primeira edição da prova de Cross-Country Maratona reúne ciclistas com conquistas nacionais e internacionais. Feras do Rally também marcam presença.

Disputa terá três etapas, de 5 a 7 de maio.

Chegou a hora de preparar as pernas para encarar o mais novo desafio do Mountain Bike Cross-Country brasileiro: o Sertões MTB Pirenópolis. A Vila Sertões está montada no Espaço Largo Beira Rio, na Rua do Carmo 45-27 – Bairro do Carmo. De sexta-feira (5) a domingo (7), mais de 200 atletas, das cinco regiões do Brasil, vão encarar as trilhas de um dos paraísos do esporte no país, que prometem testar ao máximo resistência e técnica para consagrar os primeiros campeões.

Uma oportunidade única que atraiu vários destaques da modalidade, seja com as bicicletas convencionais, seja com as E-Bikes, que contam com a ajuda de um motor elétrico. Em sua terra natal, a principal ciclista do país não poderia faltar. Raiza Goulão (Squadra Oggi) chega embalada pela medalha de bronze no Pan-Americano de Mountain Bike Cross-Country, em Congonhas (MG). Resultado que reafirma sua condição de melhor brasileira no ranking da União Ciclística Internacional (UCI) e aposta para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Também na Solo Feminino Elite está Fabiana Brandão (4Fun Bike Center), vice-campeã do Brasil Ride (Elite) em 2021.

Na Solo Masculino Elite (percurso Pro), o mineiro Sherman Trezza de Paiva (4Fun Bike Center) traz no currículo o vice-campeonato pan-americano de XCM (Maratona) e duas vitórias no Brasil Ride. O paulista João Paulo Firmino (4Fun Bike Center) vem da medalha de bronze no Mundial Master da Argentina.

O que dizer então de alguém que soma quatro vitórias no lendário Cape Epic e sete no Brasil Ride, além de títulos brasileiros e internacionais no XC? Pois o brasiliense Abraão Azevedo (AAZ Sports) também marca presença no Sertões MTB Pirenópolis, correndo em dupla com outro destaque das provas longas: Rodrigo Ribeiro Nunes, o Gringo (Go Gringo). Abraão é mais um que vem de conquista no Pan de Congonhas, com a medalha de prata na Master 50/54. Mesmo caso de Cláudio Roberto Alves de Souza, ouro na Master 55/59.

A lista de inscritos com as E-Bikes não fica atrás. Conta com feras como os catarinenses Erick Bruske (Trek Strava), 21º do mundo em 2021, e Nataniel Giacomozzi (Specialized), atleta formado no downhill que passou a encarar provas com as bikes elétricas. O paulista Luciano 'Kdra' Lancelotti, um dos precursores do biketrial e do downhill e usa toda a sua experiência também como comentarista de competições dos esportes radicais e outra presença ilustre.

Do rally para a bike

Também há entre os inscritos para o Sertões MTB Pirenópolis quem esteja acostumado a velocidades mais altas que as das bikes e à força dos motores cortando o Brasil. Pilotos e navegadores do 'outro' Sertõe,s que trocam o macacão pela lycra para desbravar os desafios da nova prova à base das pedaladas.

Um time que conta com as campeãs Moara Sacilotti (vencedora do Sertões 2022 na categoria Rally Moto Over) e Pamela Bozzano (vitoriosa na UTV3) e o atual campeão da Copa do Mundo de Rally Baja FIA (nos UTVs) Cristiano Batista; além de outras feras como Sylvio de Barros, Fabrício Bianchini, Enio Bozzano, César Peduti, Marcos Colvero, Michel Falqueiro, Wander Garcez Ribeiro e Maxwell Fernandes.

O que eles disseram:

Raiza Goulão (Solo Feminino Elite / Percurso PRO)

"Quando descobri que Pirenópolis seria sede da prova achei que tinha tudo a ver com a marca e a vibe do evento. Nós atletas buscamos participar de eventos de qualidade não só para disputar as provas. As pessoas buscam experiências e conectar Pirenópolis com o Sertões será uma experiência única, com trilhas incríveis, uma cidade turística, bucólica, de muita cultura, gastronomia, natureza. Fico honrada de literalmente abrir as portas da minha casa para receber os amantes do mountain bike".

Abraão Azevedo (Dupla soma de idade 95+ / Percurso PRO)

"Sei que as trilhas são bastante difíceis e divertidas de pedalar, instigantes, com muita variação de altimetria. A expectativa para a prova é muito boa, quero fazer três bons dias e me divertir bastante. É sempre incrível pedalar em Pirenópolis".

Nataniel Giacomozzi (E-Bike Masculino Elite)

"Espero me divertir muito. Essa experiência que o Sertões está trazendo promete ser incrível. Terei a chance de conhecer as trilhas da região e acredito que será sensacional".

As etapas

Prólogo/ “Tesouros”

16,54 Km/ 402m de elevação

Descrição técnica:

Distância total 16km dos quais 10km de trecho cronometrado que engana, já que é muito técnico e começa com uma subida logo de cara, seguida por um trecho mais pedalável e depois muito single track. Do meio para o fim predomina trecho em descida bastante técnico. Os competidores poderão entender o terreno e quais são as características das trilhas de Pirenópolis.

Etapa 2/ “Pirineus”

PRO: 59,54 Km/ 1.561m

Sport / E-Bike: 39,09 Km/ 1.238m

Descrição técnica:

PRO

Logo após a segunda hidratação os ciclistas encaram um trecho de estradão bem rolado com muitas subidas, seguido por um trecho de serra com estradas mais acidentadas; a subida continua muito presente e continua por um misto de single tracks e estradas secundárias, até emendar no ponto de hidratação com o percurso curto e o restante dos atletas.


Sport / E-Bike

Logo após o segundo ponto de hidratação a prova segue por um trecho de serra curto, com o sol bastante presente. Cerca de 2,5 quilômetros depois aparece outro ponto de hidratação. A estratégia no último terço de prova promete fazer toda a diferença e, por isso, é importante prestar atenção na altimetria.

Para as E-Bikes, começo de prova mais duro, seguido por uma descida técnica com algumas lajes, bastante prazerosa para encarar de E-Bike. Segue por um trecho mais rolado com uma subida bem longa. Será o dia mais crítico para administrar o consumo da bateria. O trecho do Desafio Strava é de subidas técnicas e lembra os Power Stages do Mundial de Enduro.

Etapa 3/ “Caminho de Cora”

PRO: 56,49 Km/ 1.390m

Sport / E-Bike: 37,25 Km/ 1.076m

Descrição técnica:

Inicia com subida de serra por estrada, bem dura. Na sequência começa um trecho muito gostoso de single track com pedras em meio à vegetação do cerrado, muito bonito – uma das trilhas mais prazerosas de Pirenópolis. Continua subindo por estradas e single track até chegar a um dos pontos de maior altitude do dia. Segue por estradas até o ponto de separação dos percursos Pro e Sport / E-Bike, no km 16. A PRO faz uma alça por estradas e no último terço da prova retorna aos singles tracks, com pedras, descidas um pouco mais técnicas, até terminar com gostinho de quero mais.

Siga nossas redes sociais e saiba tudo sobre o Sertões MTB Pirenópolis:

Instagram: @sertoes.bike

Comunicação Sertões MTB Pirenópolis

Meg Cotrim

11.99182 8180



capa_bike_273_mai23.png
capa_bike_GUIA23.png
capa_dirt_332_mai23.png
bottom of page