REVISTA BIKE ACTION

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

ROTA DAS CATEDRAIS ALCANÇA RECORDE DE 660 CICLISTAS

Percurso de 120 km entre Londrina e Maringá será realizado no dia 15 de junho, beneficiando a economia em toda a região

 

A Um total de 660 ciclistas vindo de mais de 60 cidades do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais estão inscritos para participarem da 3ª Rota das Catedrais que terá um percurso de 120 km, sendo 90 km por estradas rurais, com largada na Catedral de Londrina e chegada na Catedral de Maringá. O número é recorde, com aumento de 40% em relação à edição de 2018.

 

Para a diretora de turismo da Codel – Companhia de Desenvolvimento de Londrina, Maitê Uhlmann, a Rota é importante para toda a região. “Eventos que promovem o bem-estar são muito bem-vindos, não só pelos benefícios econômicos, mas pelo efeito da geração da qualidade de vida aos participantes. Tudo o que promove o regional, unindo o entorno, têm mais chances de se posicionar como um produto turístico”, afirmou.

 

O gestor executivo do Londrina Convention Bureau, Arnaldo Falanca, enfatizou que o turismo sobre duas rodas é um incentivo ao uso da bike como mobilidade quando encoraja e resgata o prazer por andar de bicicleta. “Os roteiros de bike no Brasil vieram para ficar e já são considerados a nova tendência do turismo no País, com dezenas de aplicativos com rotas de todo o Brasil. Com apenas três edições, a Rota das Catedrais já entrou para o calendário nacional, colocando Londrina e região no topo do ciclo turismo nacional e divulgando as belezas de nossa região”, salientou.

 

Com quase 700 inscritos, a Rota das Catedrais, de acordo Falanca, vai gerar negócios para vários segmentos como hotelaria, gastronomia, confecção, gráficas, transporte, varejo, entre outros. “Acreditamos que o evento injete na economia regional cerca de R$ 300 mil, beneficiando diretamente os pontos turísticos da região”, destacou.

 

Para a presidente do Maringá e Região Convention & Visitors Bureau, Maria Iraclézia de Araújo, ser o ‘ponto final’ de um evento como a Rota das Catedrais é um privilégio e um reconhecimento para Maringá. “A Catedral de Maringá é um ponto turístico reconhecido nacionalmente que vai receber muito bem os ciclistas. Com certeza, a cidade irá sentir o impacto econômico desse evento, principalmente bares, restaurantes e hotéis. Muitos participantes se hospedam para seguir viagem no dia seguinte e acabam aproveitando melhor os atrativos da cidade. Isso implica em circulação de dinheiro novo, o que aquece a economia e movimenta todo o trade turístico”, sublinhou.

 

Segundo a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), o Brasil possui 70 milhões de bicicletas e vem aumentando a busca por bikes para pedalar nas cidades, sendo o quarto maior produtor mundial de bicicletas. Em 2018 a produção cresceu 15,9% em relação ao ano anterior, gerando mais de 12 mil empregos diretos.

 

O destaque da produção do ano passado foi para as categorias mountain bike com 330.573 unidades produzidas (42,7%) e urbana com produção total de 306.740 unidades (39,6%). Em seguida, aparecem os modelos infanto-Juvenil com 129.096 unidades produzidas (16,7%) e estrada com 7.232 bicicletas fabricadas (0,9%).

 

SERVIÇO: Rota das Catedrais – 15 de junho de 2019

Local da Concentração: Catedral de Londrina a partir das 6 horas

Horário previsto da Largada: 7 horas

Arena de chegada: Praça de Convivência da Catedral de Maringá

Horário final para receber os participantes com estrutura da organização: 17h30

Distância: 120 quilômetros (90 km por estradas rurais e 30 km por vias urbanas e rodovias)

Organização: P14 Sport

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

BANNER-NEW-BIKE-ACTION.gif
banner-barbedo-sports.jpg
capa_bike_233_jan20.png
capa_dirt_292_jan20.png
capa_guia_bike_dezembro19.png
capa_guiadirt_fev19.png
capa_moto_149_jan20.png
cross-race.jpg
Screen Shot 2019-10-11 at 4.04_edited.jp
BANNER SITE 2020.jpg